A Capital das capitais

Cidade: Brasília
Data: 29/12/2010

Palá¡cio da Justiça

Palá¡cio da Justiça

A maioria de nós associa a cidade de Brasília ao cenário político, o que é quase inevitável e acaba trazendo com essa imagem uma sensação bastante desagradável. Mas a cidade não é palco só de escândalos vergonhosos, é sim uma cidade belíssima, com seus monumentos, vida noturna e um charme bem particular e, pq não, peculiar.

Brasília encanta em quase tudo, a começar pela diversidade cultural que é simplesmente fantástica, muito rica, um verdadeiro caldeirão cultural. Convive bem com a diversidade e sabe acolher muito bem os forasteiros.

Cultura
Por ser uma cidade relativamente nova, Brasília ainda não tem uma cultura e identidade que possa ser chamada de tipicamente brasiliense, quer dizer, talvez essa frase seja um grande engano. Acho que ai sim é que está a característica da cidade. Numa loja, por exemplo, é possível identificar pessoas de vários estados, convivendo e interagindo e essa justamente é a graça e a peculiaridade. Culturas unidas, formando uma cidade para todos.

Esculturas em frente ao Memorial JK.

Esculturas em frente ao Memorial JK.

Não há a situação, ao menos não percebi, como aqui em São Paulo, de uns que se dizem ou pensam ser donos da situação e hostilizam quem não é daqui, a exemplo dos nordestinos, que muitas vezes são alvos de ‘brincadeiras’ e da estupidez de alguns poucos mal criados.

Preconceitos à parte, a culinária vive um momento de glória. O que prevalece são as culturas nordestina, mineira e a goiana, até pela proximidade desses. Dá pra se fartar de delícias, com cautela é claro, e saborear pratos diferentes. Alguns encontramos em restaurantes paulistanos, mas não dá, o sabor daqui é diferente, parece que tem o gostinho da origem, da culinária que realmente se propõe, seja ela goiana, mineira ou nordestina.

Em Pirenópolis-Go, que falarei em outro post, experimentei o frango caipira com quiabo. Eita delícia! E olha que eu não gostava de quiabo, mas o de lá é mto bom. =)

Palácio do Planalto

Palácio do Planalto

Voltando a Brasília, fomos a um restaurante típico mineiro e pedimos frango com os acompanhamentos: feijão, farofa, arroz e batata. MEU DEUS!!! Fico salivando quando lembro daqueles pratos.

Monumentos
Infelizmente meu período de estada no DF foi chuvoso e em tempo quase integral, ou seja, não deu pra fazer as visitações e também, pelo período, final de ano, muitos estavam fechados ou com horários bem limitados. De qualquer forma, no que pude ver, ao menos o Plano Piloto, se não for totalmente, é praticamente todo acessível, ainda que meio precário e improvisado, mas muito melhor que alguns lugares  que andei visitando. Minha idéia era ter feito o percurso, de metrô, de Taguatinga até o Plano Piloto e lá circular com a cadeira, mas ficará para uma próxima vez.

Congresso!

Congresso!

Segundo amigos, o metrô é bem parecido ao de São Paulo, 100% acessível, com rampas ou elevadores. Nos locais que visitamos, para as fotos, todos são aparentemente acessíveis e nos sites as informações são as mesmas, que há acessibilidade.

Pretendo retornar a Brasília em outra oportunidade, talvez no inverno, com dias mais ensolarados (e muito secos), típicos no clima da região. Ai sim, talvez consiga utilizar o transporte público e visitar os monumentos. Basicamente o passeio ficou restrito aos percursos de carro e aos shoppings, são muitos, por toda a cidade.

Bom, um vídeo pra comemorar o Ano Novo, já que, não sei por qual motivo, não houve queima de fogos na Esplanada. Vai saber… Os fogos vistos na imagem são de uma cidade satélite e não o Plano Piloto.

Só pra constar, esse “wowwwwwwwwwww”, no início da gravação, não é meu. HAHAHAHAHA.

Nos vemos em Pirenópolis.

Anúncios

  1. adorei o relato. fiquei com vontade de provar esses pratos, tb. pareceu um local bom pra turismo, apesar de já conhecer a cidade.
    uhuuuuuu
    rs

    • Rogério, realmente vale a pena conhecer esses restaurantes. Tô adorando essas experiências, principalmente as gastronômicas hehehe.
      Faltou experimetar o empadão goiano, mas falarei dele no próximo post, sobre Pirenópolis.

      Abração

  2. Oiaaa!! vou dizer uma coisa que talvez nao agrade quer ler, principalmente se for alguem de lá! Eu conheço Brasilia e confesso que achei a cidade feia, fria, sem graça e nunca tive o menor interesse em voltar! Ao contrario do Rio que sou apaixonado, Brasilia me transmitiu um ar triste, uma sensação de vazio… Enfim. Em relação a comida,meu Deus.. eu odeio Kiabo. Prefiro ficar so com o frango rsss
    Mas com certeza deve ter sido um passeio bacana…Quem sabe um dia eu volte e mude de ideia ne?

  3. Pingback: Pirenópolis « Dois dias e uma cadeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s